Marcos 6.14-29 - 8º domingo após Pentecostes - 15/07/2018

Caderno de Cultos 2018

15/07/2018

15/07/2018- 8º domingo após Pentecostes

Pregação: Marcos 6. 14-29; Leituras: Amós 7. 7-15;

Efésios 1. 3-14

Pa. Bruna Schneider Belard – Sinop - MT

 

     LITURGIA DE ABERTURA

 

ACOLHIDA:

Bom Dia! Boa noite! Bem-vindos e bem-vindas! Estamos no quinto domingo após Pentecostes. Deus vem ao nosso encontro e nos serve com a sua palavra. Somos acolhidos e acolhidas nesse dia com as palavras bíblicas de Deuteronômio 30.16 “Se guardares o mandamento que hoje te ordeno, que ames o Senhor, teu Deus, andes nos teus caminhos e guardes os seus mandamentos, e seus estatutos, e os seus juízos, então, viverás e te multiplicarás, e o Senhor, teu Deus, te abençoará.” Que possamos viver essa promessa de Deus em nosso dia a dia. Andar em teus caminhos e receber a cada novo dia as suas ricas bênçãos.

Acolher os/as visitantes

 

CANTO DE ENTRADA

18 – LC – O nosso encontro vai ser abençoado

SAUDAÇÃO

Estamos aqui reunidos e reunidas não em nosso nome, mas em nome e na presença do Trino Deus, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

 

CANTOS DE INVOCAÇÃO

2 – LC – Bênção

 

Ou: Nº ____________________________________________________

 

CONFISSÃO DE PECADOS

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1:9)

 

Confessemos nossos pecados inicialmente cantando:

 

36 – LC – Se sofrimento de causei Senhor!  Ou nº 150 do HPD

 

Gracioso Deus! Confessamos que temos pecado em pensamentos, palavras, atitudes. Não temos te amado de todo nosso coração e falhamos em relação ao nosso próximo. Confessamos que temos dificuldade de amar, de perdoar, de acolher e de vivermos em paz. Ensina-nos ó Deus a nos desarmarmos de sentimentos ruins e a construirmos novas relações a partir da Boa Nova do Evangelho. Estamos arrependidos e arrependidas e pedimos: tenha compaixão de nós e perdoa os nossos pecados. Oramos em nome de Cristo Jesus, o nosso salvador. Amém!

 

ANÚNCIO DO PERDÃO

“Pois pela morte de Cristo na cruz, nós somos libertados, isto é, os nossos pecados são perdoados. Como é maravilhosa a graça de Deus, que ele nos deu com tanta fartura.” (Efésios 1. 7-8)

Nessa certeza eu vos anuncio a remissão dos pecados em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!

 

KYRIE

Ao Senhor confiamos nosso clamor. Há pessoas pelas ruas que já não tem mais esperança, que experimentam injustiça, que são esquecidas e que não são alvos de um olhar de misericórdia. Clamamos ao Senhor denunciando que sofremos com corrupção, com leis que privilegiam os mais fortes, com descaso em relação às pessoas idosas ou pouco investimento para garantir vida digna a todas as pessoas. Ao Senhor elevamos nossas vozes, junto com pessoas que são ameaçadas porque anunciam o evangelho, porque são cristãs. Juntamos nossas vozes às de tantos mártires, clamando a Deus: “Compadece-te de teu povo, ó Senhor.” Clamemos juntos cantando:

LC – 56 – Pelas dores deste mundo

 

GLÓRIA IN EXCELSIS

Ao Deus que perdoa os nossos pecados e ouve o clamor de seu povo, nós rendemos glória a Deus cantando:

70 – LC – Glória

 

ORAÇÃO DO DIA

Bondoso Deus, chamaste João Batista para preparar o caminho do messias esperado. Hoje, como pessoas batizadas, somos chamadas a preparar o teu caminho, enquanto aguardamos tua volta, ajudando a construir teu Reino já aqui e agora. Encoraja-nos, Senhor, a anunciar a tua palavra. Dá-nos a certeza que estás ao nosso lado enquanto testemunhamos o teu Evangelho, especialmente em momentos de perigo. Prepara os nossos ouvidos, mente e coração para ouvirmos tua palavra e nos deixarmos transformar por ela. Em nome de Jesus Cristo, nosso Senhor, que contigo e com o Espírito Santo, vive e reina, eternamente. Amém!           

LITURGIA DA PALAVRA

 

LEITURAS BÍBLICAS

1ª Leitura Bíblica: Amós 7. 7-15

 

2ª Leitura Bíblica: Efésios 1. 3-14

 

3ª Leitura Bíblica: Marcos 6. 14-29

 

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO

165 – LC – Estou pronto Senhor

PREGAÇÃO: 6. 14-29

Prezada Comunidade!

As narrativas bíblicas de hoje, tratam de textos bíblicos que nos chamam para o testemunho fiel e o comprometimento com o Evangelho de Jesus Cristo. Falam sobre as alegrias e os riscos de anunciar a mensagem de Deus. A alegria se dá pela possibilidade de testemunhar e anunciar o evangelho as pessoas e os riscos que podem trazer sofrimento e até levar a morte.

            Não dá para negar a grande fama de João Batista. Que mesmo sendo um homem humilde, embora excêntrico em seu jeito de vestir e se alimentar, alcançou grande fama. Lembrando que ter fama na época não era como hoje, onde se tem muitos recursos midiáticos e redes sociais. A fama dele era tão grande que chegou a gerar especulações, muitas delas falsas, contextualizando poderíamos chamar de “Fake News”:

“Esse homem é João Batista, que foi ressuscitado!”

“Esse homem tem poder de fazer milagres”

“Ele é o próprio Elias”

“É um profeta, igual aqueles antigos”

(Caso for possível, sugiro projetar estas frases como manchetes ou postagens em redes sociais).

O Rei Herodes ao ouvir tudo isso, ficou surpreso pois havia mandado matar João Batista. Como agora tantos boatos? Ele ressuscitou? Como isso é possível?

O Próprio Herodes havia mandado prender João, amarrar suas mãos e jogar na cadeia. Fez isso a pedido de Herodias, com quem havia casado, mesmo sendo esposa do seu irmão Filipe.

            Herodias detestava João, porque ele apontava o pecado dela e Herodes. Por isso pediu de presente em seu aniversário a cabeça de João Batista em um prato.

Mas, esse era apenas um dos motivos pelo qual pessoas não gostavam de João Batista. Chamado assim, por anunciar e praticar o batismo de arrependimento, que foi muito mais do que um sinal de conversão, pois inclui o perdão de Deus. Algo novo em um contexto onde só se aplicava a lei. O anuncio do perdão de Deus escandalizou pessoas, principalmente os sacerdotes da época. As pessoas batizadas retornavam para as suas casas renovadas, já se preparando para volta iminente de Deus.

Mesmo diante de tantos boatos sobre sua pessoa, João nunca deixou o sucesso “subir a cabeça”. Nunca se intitulou o Messias, mas como aquele que inicia a preparação para vinda do Messias. A fama que ele queria espalhar era a de Cristo. Sua tarefa é chamar as pessoas a reconhecerem que estão perdidas e longe de Deus. João desafia as pessoas a reconhecerem os seus pecados e pedirem perdão, experimentando as águas regeneradoras e vivendo um novo relacionamento com Deus, agindo de acordo com a sua Palavra.

João Batista denunciava, sem medo, o pecado do povo, e não se detinha nem mesmo diante das autoridades. O que o torna um profeta perigoso.

            O tema do ano nos lembra que igreja, economia e política não são coisas antagônicas. Vivemos um tempo de grandes crises, onde parece que precisamos nos posicionar de um lado ou de outro o que chamamos de polarização. Neste processo pegamos ideias e posicionamento prontos e reproduzimos sem autocritica e reflexões própria e profunda. Defendemos figuras políticas como se fossem os “messias”. E ao invés de aos olhos do evangelho lutarmos e defendermos vida digna e abundante a todos, nos dividimos ainda mais.

Em nossa memória sempre sobressai a figura de João Batista como aquele que prepara o caminho do Senhor Jesus, pregando e batizando às margens do Rio Jordão, chamando pessoas ao arrependimento. Não evidenciamos tanto a sua denúncia da corrupção e da imoralidade de quem deveria dar o exemplo, no caso, os governantes. Imaginemos João Batista em nosso meio: O que ele diria em relação à corrupção, ao desvio de dinheiro, praticados por muitas pessoas públicas? O que ele diria aos cidadãos comuns (sem nos excluirmos) tão habituados ao jeitinho brasileiro, com o qual justificam as pequenas transgressões cometidas diariamente? Fiel à palavra de Deus, João Batista não se calou diante da corrupção e pagou com a vida a sua coragem de anunciar a vontade do Senhor.

O texto do evangelho de hoje termina dizendo que os discípulos de João quando souberam do seu trágico falecimento, foram, pegaram o seu corpo e o sepultaram. Sepultaram o seu corpo, mas não a sua mensagem e sua obra. Pois Deus não permite que bons e corretos ensinamentos, principalmente os que apontam para Cristo, sejam sepultados. E se pensarmos bem é única coisa de valor que realmente podemos deixar após a nossa morte.

            João foi um profeta do seu tempo, sua tarefa foi preparar o caminho para vinda de Cristo, sua mensagem sempre apontou para o que Salvador que estava por vir. Hoje nossa tarefa como profetas e profetisas do nosso tempo é anunciar e apontar para a mensagem daquele que já veio, já mostrou o caminho certo a percorrer e um dia vai voltar para salvar e julgar os vivos e os mortos. Que Deus nos dê coragem e sabedoria para sermos profetas e profetisas do nosso tempo. Amém!           

HINO

320 – LC – Senhor se tu me chamas

CONFISSÃO DE FÉ

Em resposta a pregação da palavra de Deus, confessemos a nossa fé com as palavras do credo apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)

472 – LC – Graças, Senhor eu rendo muitas graças

ORAÇÃO DE INTERCESSÃO

Motivos de Oração:

1. Aniversariantes

2._______________________________________________________

3._______________________________________________________

4._______________________________________________________

5._______________________________________________________

6._______________________________________________________

 

Deus de amor! Nosso coração se alegra por ouvir novamente a tua palavra. Nosso coração se alegra porque através das ofertas destinadas para ................................. podemos contribuir para tua missão e para a promoção do teu reino aqui na Terra. Graças pelos aniversariantes e por cada motivo de gratidão expressado neste culto.

Intercedemos por nossa Igreja, por teus ministros e ministras e por tuas lideranças. Permita que tenham um ouvido aberto e atento para a tua palavra. Dessa forma, poderão proclamar a tua palavra e realizar a tua vontade junto as pessoas que necessitam dela.

Intercedemos pelas autoridades de nossa nação. Dá que possam ouvir a tua voz e possam governar e legislar com justiça e ética, sem interesses pessoais e visando o bem comum.

Intercedemos por todas as pessoas que sofrem por doença e pelas famílias enlutadas. Lembramos de cada pedido de oração feito nesse dia........................................................................................................ e entregamos tudo em tuas mãos quando oramos conforme teu Filho Jesus Cristo nos ensinou:

 

PAI NOSSO

Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS

Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.

Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...

______________ _________________________________________

________________________________________________________

BÊNÇÃO

Que o Senhor te abençoe e te guarde. Que ele faça resplandecer o seu rosto sobre ti e tenha misericórdia de ti. Que o Senhor sobre ti levante o seu rosto e te dê a paz. Assim te abençoe o Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Amém!

 

ENVIO

Vamos na paz do Senhor e sirvamos a ele com alegria.

 

CANTO FINAL

588 – LC – Quem quer cantar do amor


Autor(a): Pastora Bruna Schneider Belard
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo do Tempo Comum
Natureza do Domingo: Pentecostes
Perfil do Domingo: 8º Domingo após Pentecostes
Testamento: Novo / Livro: Marcos / Capitulo: 6 / Versículo Inicial: 14 / Versículo Final: 29
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2018
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 47748
REDE DE RECURSOS
+
Assim diz o Senhor: Não se glorie o sábio na sua sabedoria nem o forte na sua força nem o rico nas suas riquezas, mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me conhecer e saber que Eu sou o Senhor e faço misericórdia.
Jeremias 9.23-24
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br